NOTICIAS DA HORA

Vale do Paraíso

Publicado em 06/12/2017 às 10h49

Vale do Paraíso - Homem é morto a facadas e tem a orelha cortada

Um homem de 34 anos, identificado por Ronivon Muniz de Araújo, que seria procurado pela Justiça de Rondônia pelo seu envolvimento em cinco homicídios (2 em Guajará Mirim e 3 em Vilhena), foi assassinado na madrugada deste domingo (03), a facadas e teve a orelha arrancada em um bar do Distrito de Santa Rosa, que fica no município de Vale do Paraíso - RO, distante a 36 Km da BR-364 em Ouro Preto do Oeste, onde foi registrada a ocorrência.

Os dois homens que agiram diretamente na execução de Ronivon, desferiram sete facadas na vítima. Um dos criminosos teria dito que só não a mataria porque sabia que ela possui um filho. 

As facadas foram desferidas, segundo a mulher da vítima, Rosilene de Freitas Rocha, 30 anos, por um homem de nome Serginho, com a participação de outro conhecido por “Pitbull”, o qual ficou segurando. Os golpes aplicados em Ronivon foram todos ao redor do coração, como se os criminosos tivessem a intenção de arrancar o órgão de dentro do corpo da vítima.

Segundo a mulher da vítima, os criminosos deram dinheiro a ela para ir comprar cerveja, afastaram outro rapaz que estava na roda de conversa e quando ela estava retornando, se deparou com um dos indivíduos golpeando seu marido, enquanto o outro o segurava.

A Polícia Militar foi acionada até a localidade rural por iniciativa do dono do bar. Os PM’s se dirigiram para Santa Rosa, constataram o homicídio e acionaram a Perícia Criminal em Ji-Paraná. Os PM’s deram apoio aos policiais de Vale do Paraíso. Após o trabalho dos peritos, o corpo foi liberado para o serviço funerário. Ronivon era procurado em duas regiões, residia na invasão entre Rondominas e Ji-Paraná, mas nos seus documentos pessoais consta o município de Jaru como local de endereço e de nascimento.

Ronivon vivia na invasão da Fazenda Trianon, na 203 e 205, que já foi reintegrada duas vezes ao proprietário, mas os invasores insistem em reocupar. Populares disseram ao redor do corpo que ele era tido como um homem perigoso e costumava disparar tiros para o alto no centro da pequena localidade. A Polícia Militar de Vale do Paraíso recebia constantes chamadas de denúncias contra a vítima, inclusive há comentários que ele teria dado agredidos com tapas um dos envolvidos no crime. 

Ronivon Muniz era procurado por um homicídio em Nova Mamoré em 2010, outro assassinato em Guajará Mirim e três execuções em Vilhena, ocorridas em outubro de 2015, em uma propriedade rural a 15 Km da cidade, numa chacina onde três homens foram mortos a tiros e queimados dentro de uma caminhonete. 

Este é o segundo homicídio registrado em uma semana no Distrito de Santa Rosa. No final da semana passada, um homem foi executado a tiros de pistola no campo de futebol onde ocorria uma festa. Em face às invasões ocorridas na região dos distritos Rondominas e Santa Rosa, o 2° BPM montou uma ronda itinerante do GOE para coibir crimes de roubo, furtos e homicídios na região.

 PorCorreio Central

voltar para NOTICIAS DA HORA

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||