NOTICIAS DA HORA

Manaus

Publicado em 18/12/2018 às 12h46

Incêndio destrói 600 casas em Manaus

Um incêndio de grandes proporções destruiu pelo menos 600 moradias no bairro Educandos, na Zona Sul de Manaus, na noite desta segunda-feira (17). “Em princípio não temos informações de óbitos. Mas a Defesa Civil Municipal informou que em torno de 600 moradias foram atingidas”, disse o subcomandante geral do Corpo de Bombeiros, Coronel Josemar Santos, que deflagrou um plano emergencial de contingência e acionou efetivo que estava de folga e caminhões de combate a incêndio de Iranduba e Rio Preto da Eva para atuar no controle do sinistro.

 

Todos os oito postos operacionais do Corpo de Bombeiros do Amazonas, em Manaus, atuaram no combate ao fogo. O acesso ao local é difícil e há grande quantidade de carros estacionados, o que também atrapalha o desenrolar da ação. “A dificuldade grande é o acesso difícil. Haviam muitos carros estacionados, de um lado e de outro, o que dificulta a manobra das nossas viaturas, que são grandes. Essa foi uma grande dificuldade, inclusive para reabastecer”.

Sobre o caso

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta de 20h34 e cerca de cinco minutos depois a primeira viatura chegou ao local para o atendimento. Os reforços chegaram em seguida. Além do efetivo de plantão, oficiais que estavam fora de serviço foram acionados. 

O incêndio ocorreu na Rua Nova, beco São Francisco e foi controlado por volta de 0h40. Segundo o secretário de segurança, coronel Amadeu Soares, informações preliminares apontam que o incêndio teria iniciado após a explosão de uma panela de pressão em uma das residências. "As informações preliminares dão conta de que o incêndio começou com uma panela de pressão. O vento estava muito forte na hora e ajudou a alastrar e se transformou nesse incêndio de grandes proporções", disse.

A Polícia Civil vai abrir uma investigação para apurar as causas do incêndio, disse o delegado Divanilson Cavalcante. O caso ficará no 2° Distrito Integrado de Polícia (DIP). O Instituto de Criminalística será responsável pela perícia para identificar as causas do incêndio.

"O trabalho agora é o rescaldo do incêndio e o redirecionamento das famílias para os abrigos. A Polícia Militar vai permanecer no local para evitar que ocorram crimes, como furtos na área. A Polícia Militar interviu de maneira célere. Muitas pessoas já foram para casas de parentes e outras serão redirecionadas para abrigos", afirmou o secretário de segurança.

Cerca de 50 policiais militares foram deslocados para a área, segundo o subcomandante da PM, Coronel Ayrton Norte. Além da contenção, os policiais também viabilizaram a remoção de veículos estacionados e que dificultavam a entrada dos bombeiros. O incêndio ocorreu na Rua Nova, em uma comunidade denominada Favela do Bodozal.

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, Hermógenes Rabelo, disse que com o controle do incêndio as ações se voltam ao trabalho de identificação das famílias. Imagens de satélite da área deverão ajudar a identificar as residências. 

"Esse pode ser o maior incêndio urbano da cidade de Manaus", comentou o secretário. "Depois de controlado o sinistro, vamos fazer o levantamento das famílias desalojadas, identificar cada família para que o governo e a prefeitura façam o atendimento e iniciem a ajuda humanitária", disse Rabelo.

 

 

voltar para NOTICIAS DA HORA

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||