NOTICIAS DA HORA

Alegre dos Parecis

Publicado em 05/10/2018 às 08h42

Ex-prefeito e mais 16 pessoas são denunciadas por desvio de combustível do Município de Alegre dos Parecis

O ex-prefeito de Alto Alegre dos Parecis, 12 servidores públicos e quatro particulares foram denunciados pelo Ministério Público (MP-RO) pelos crimes de associação criminosa e peculato, resultado das investigações da Operação Tanque Cheio, deflagrada pela Polícia Civil no final de 2016. 

De acordo com o Ministério Público, entre os meses de setembro de 2015 e outubro de 2016, todos os denunciados se associaram para a prática de crimes contra a Administração Pública do Município de Alto Alegre dos Parecis, de forma reiterada. 

Conforme a denúncia feita pelo promotor de Justiça Fernando Henrique Berbert Fontes, o grupo, por diversas vezes, desviou combustível destinado a veículos oficiais do Município, abastecendo veículos particulares e galões de combustíveis, mediante inscrição das dívidas em cadastro de vendas a prazo, mantido pelo Executivo, junto ao estabelecimento comercial ‘Posto Alto Alegre’.

Para fazer os abastecimentos irregulares, particulares e servidores iam ao posto, adquiriam o produto e, no momento de efetuar o pagamento, utilizavam a placa de carros oficiais da Prefeitura e de várias secretarias de Alto Alegre dos Parecis para a aludida inscrição.

Grupo
Entre os denunciados está o ex-prefeito de Alto Alegre dos Parecis, Obadias Braz Odorico, que, embora tenha tido conhecimento do ilícito, não adotou quaisquer providências para impedir a prática do crime. Conforme consta de depoimentos obtidos durante a investigação, em algumas oportunidades, o então chefe do Poder Executivo chegou a realizar chamadas telefônicas, por meio das quais determinou que os abastecimentos continuassem a ser efetuados.

Obadias Braz Odorico foi denunciado como incurso nas penas do artigo 288, caput, do Código Penal e artigo 312, caput c.c artigo 327, §2º, também do Código Penal, por diversas vezes.

Além do ex-Prefeito, foram denunciados 12 servidores públicos e quatro particulares.

Por: rondoniagora

voltar para NOTICIAS DA HORA

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||