NOTICIAS

Repercussão debate

Publicado em 24/10/2014 às 15h49

POVO SE REVOLTA COM DECLARAÇÕES DE CONFÚCIO MOURA SOBRE SANTA MARCELINA

A diretora do Hospital Santa Marcelina, Lina Maria Ambiel, lamentou as declarações do governador Confúcio Moura (PMDB) no debate da TV Rondônia realizado na última quinta-feira, colocando em xeque a credibilidade da instituição ao responder ao candidato Expedito Junior (PSDB) o porquê seu Governo não havia quitado as parcelas em atraso do convênio. Ela recebeu a reportagem do Rondoniagora na manhã desta sexta-feira, 24, mas preferiu aguardar uma Nota Pública que deverá ser divulgada pelo departamento jurídico da entidade. Irmã Lina está profundamente triste com a polêmica criada pelo governador. “Nunca o hospital quis ganhar mais do que o previsto”, disse ela, rebatendo o que Confúcio Moura disse na tevê. “O hospital realiza 300 e quer faturar 700”, disse o governador.
A verdade é que desde janeiro deste ano, o Governo não cumpre sua parte no convênio firmado com a unidade e não repassa as parcelas de R$ 137.940,02 mensais. Hoje a dívida chega a R$ 1.379.400,00. Como precisou buscar empréstimos nos bancos para honrar seus compromissos, o Hospital Santa Marcelina deve acumular um déficit de R$ 5 milhões até o final de dezembro. Até o Nota Legal mudou as regras e os repasses não foram mais feitos.
População fica revoltada com declarações de Confúcio
O Rondoniagora foi as ruas ouvir a população sobre o Hospital Santa Marcelina. Das enquetes, 100% dos entrevistados elogiou a postura da direção da entidade e repudiou as declarações de Confúcio no debate.
Amauri César, por exemplo, disse que o hospital existe há muito tempo atendendo várias pessoas que vêm de outras cidades e, até mesmo fora de Rondônia. “É uma unidade de saúde bem localizada, perto da Capital que atende todos os municípios e lado da Amazônia. O Santa Marcelina sempre respeitou que aqui é tratado como cidadão de respeito. O Hospital precisa ser olhado com mais amor e carinho pela classe política e empresarial pelo serviço que presta à comunidade. Todos devem ajudar, dando a mão amiga”, disse Amauri indignado com declarações negativas sobre o local.

Catarino Alves, agricultor de 62 anos, enfatiza que o Hospital Santa Marcelina sempre atendeu seus pacientes de forma exemplar. “Nunca fomos tratados aqui de forma negativa. No Hospital Santa Marcelina as pessoas saem daqui satisfeita com o tratamento e atendimento”.
Estefani de Almeida, doméstica e moradora no KM 13 da BR-364, destaca a forma humana no atendimento prestado no Hospital Santa Marcelina. “Sempre que vim ao hospital fu atendido rapidamente e não tenho nada que reclamar. Os profissionais se preocupam com os pacientes tratando-os de forma educada e passando confiança para todos que precisam de atendimento. Não há o que reclamar. Aqui todos são atendidos e saem daqui satisfeitos”.
A professora Sebastiana Maria da Conceição, que mora no distrito de Extrema, destaca a organização do Hospital Santa Marcelina. “O que temos de certeza é um atendimento organizado e não temos o que reclamar. Sempre somos bem atendidos. Tenho problema de diabetes e sempre procuro atendimento nesse hospital. Tem quatro anos que venho buscar tratamento no Hospital. Mesmo tendo plano de saúde, não tive o mesmo tratamento que este hospital me ofereceu. Com poucos meses fiz todos os exames mais rápido do que eu fosse fazer pelo plano de saúde”, ressalta.

Walter Francisco da Silva, aposentado e mora no município de Rolim de Moura, procurou atendimento pela primeira vez no Hospital Santa Marcelina e se surpreendeu com tratamento respeitoso e os cuidados com os pacientes. “Aqui somos bem atendidos. Para nós que não temos boa situação financeira, esse Hospital é guiado por Deus. Meu pai sofre de catarata há anos e nunca conseguimos uma cirurgia. Viemos para o Santa Marcelina e o atendimento foi rápido e a cirurgia já está até marcada. Viemos de tão longe pois em Rolim de Moura a população só tem hospital particular e não temos condições de pagar. Procuramos o Santa Marcelina e graças a Deus fomos bem atendidos”, se emociona Walter.
 

Fonte: RONDONIAGORA

Autor: RONDONIAGORA

 

voltar para NOTICIAS

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||