NOTICIAS

INCENTIVO

Publicado em 20/09/2016 às 09h21

Polícia Militar de Rondônia ensina música e passa noções de cidadania a alunos da rede pública

Pelo menos 446 crianças, com idade entre 7 e 12 anos, são atendidas na Escola de Música Dó Ré Militar, que funciona nas dependências do Comando Geral da Polícia Militar, em Porto Velho. O diretor da escola, major Odenilson Gomes Braga, disse que o projeto tem a filosofia de polícia comunitária, onde o objetivo é ensinar musicalidade e formar cidadãos com valores morais, como ética, disciplina, respeito ao próximo. “Valores que levarão para o futuro e com certeza farão a diferença em suas vidas e da sociedade como um todo”, disse.

O projeto da Escola de Música Militar teve início em 2014, e atende a alunos da rede pública da capital. No início, segundo o major Braga, para atrair alunos para o processo seletivo, a divulgação era feita nas escolas. Hoje os pais procuram a instituição para matricular o filho. “Todo semestre iniciam novas turmas. Em junho abrimos 180 vagas e ainda temos uma lista de espera enorme”, ressaltou o diretor.

A Escola de Música Dó Ré Militar funciona de segunda a sexta-feira. Cada turma tem aula duas vezes por semana, sempre em horário inverso ao ensino regular. Os alunos iniciam o curso com aulas teóricas, onde aprendem as notas musicais, um pouco da história dos instrumentos e iniciam com a flauta doce. “Depois vão passando por todos os instrumentos, como piano, teclado, guitarra, violão, saxofone entre outros instrumentos”, explicou o major Braga.

Ao conhecer os instrumentos, com o auxílio do professor que percebe a vocação, a criança acaba por optar por um determinado instrumento.

Além da formação musical e noções de cidadania, os alunos recebem uniforme, tudo de graça. Os alunos Marcelo Dancer Barbosa Filho e Catarina de Souza Silva, ambos com 8 anos de idade, estão na fase inicial do curso. Catarina disse que quer aprender a tocar guitarra. Já Marcelo disse que quer conhecer todos os instrumentos para depois se decidir.

A subtenente Maria da Conceição Souto, é professora na escola, e disse que é muito gratificante trabalhar com as crianças, pois os ensinamentos de hoje serão colhidos no futuro. O soldado Othon Lopes de Souza, também é professor na instituição. “Contribuir com esse projeto é muito importante para mim, porque aqui os alunos aprendem mais do que as notas musicais”, afirmou ressaltando que o reflexo do trabalho será levado pelos alunos para a vida profissional e pessoal.

O major Braga também destacou a parceria da Vara de Exceção de Penas e Medidas Alternativas (Vepema) do Tribunal de Justiça de Rondônia, na pessoa do juiz Sérgio William, que tem transformado valores de multas em doações de instrumentos para a escola. Ele também falou sobre a iniciativa das mães de alunos que criaram uma Associação de Pais de Alunos, que arrecada um valor simbólico de R$ 10 por mês. O valor é utilizado para a compra de alguns materiais para a escola, como lâmpadas. “O mais importante dessa iniciativa é a participação dos pais dos alunos no projeto”, afirmou.

Por: Secom - Governo de Rondônia

voltar para NOTICIAS

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||