NOTICIAS

CPI Baseada na Operação Cerberus

Publicado em 09/06/2015 às 12h16

Baseado na Operação Cerberus,  Câmara de Vereadores Cria CPI

A Câmara Municipal de Mirante da Serra aprovou, nesta Segunda - feira (08), a criação de uma Comissão Parlamentar de Investigação  (CPI),  para investigar  todo o poder executivo de Mirante da Serra,  atualmente e administrado pelo prefeito Jandir Louzada (PMDB), pela primeira vez, todos os 09 vereadores votaram contra a Administração.

A Comissão Parlamentar de Investigação  (CPI)  foi  requerida pelo  Presidente do legislativo,  Vereador Adneldo Andrade (PP) que foi Aprovada,  por todos os noves vereadores inclusive Vereadores do próprio (PMDB), o presidente da casa propôs a CPI baseada na Operação  Cerberus realizada pela Policia Federal, Ministério Publico Federal e CGU, onde o ex prefeito Vitorino Cherque,  foi preso acusado de  fazer  parte de uma quadrilha organizada,  que desviava dinheiro dos cofre da prefeitura de Mirante da Serra.

Embora sejam parlamentares da situação,  oposicionista Cristiano  Correa (PRP) e Mazinho Nerys (SDD) acredita que a situação desta vez é diferente e, desta vez, a Câmara vai investigar o prefeito e secretariados e  envolvidos.

O vereador  Jose Antonio e vereadora Augusta ambos do PMDB,  disse na tribuna, que não aceita corruptos em hipótese alguma, que quem desvia dinheiros destinados a doentes e crianças,  não tem a dignidade de administrar órgão públicos, também disse que e pmdbista mas não compactua com corrupção,  que doa a quem doer a justiça tem que ser feita, que todos os envolvidos se entenda com a justiça.

A  jovem estudante,  Janaina Pereira de 18 anos, que veio a sessão pela primeira vez, acompanhada de professores, "disse que e muito importante, os jovens cada vez mais se interessar pela política,  assim saberemos diferenciamos o político bom do político  ruim de nossa cidade." 

A CPI criada nesta segunda feira foi baseada na Operação Cerberus, que  Segundo a PF e a CGU, funcionários da Prefeitura de Mirante da Serra realizavam transferências indevidas de contas públicas municipais para contas particulares de empresas próprias. Estima-se que o desvio tenha alcançado uma média mensal de R$ 320 mil, totalizando R$ 18 milhões entre 2011 e 2015, enquanto a arrecadação total da prefeitura é por volta de R$ 20 milhões de reais. Os recursos desviados eram, sobretudo, de áreas de educação, saúde e combate à fome.

Ate o momento o Legislativo,  não informou quais os vereadores que fará  parte da Comissão Parlamentar de Investigação  (CPI).

Fonte: www.miranteonline.com.br

 

 

 

 

 

 

 

voltar para NOTICIAS

show fsN normalcase left tsN fwR c05|left tsN fwB hide|left fwR show|c05 b02 bsd|||login news fwB tsN fwR tsY b02ne c10 bsd|normalcase fsN fwB c10 b02ne bsd|normalcase c10 b02ne bsd|login news normalcase b02ne fwB c10 bsd|tsN normalcase b02ne c10 bsd fwR|normalcase c10 b02ns bsd|content-inner||